26 dezembro 2009

Uma Noite no Meio

Quando eu soube o que tinhas feito
Eu fora de mim fui até o banheiro
E sob a torneira que comigo chorava
Lavei minhas palmas e cada um de meus dedos
A água antes limpa com tua nódoa turvava-se
Amenizava assim minha dor e desespero
Purgava-me da podridão com que me contaminaras
Lasseava o nó atroz que me estrangulava o peito
Então em meu socorro o provérbio amigo veio
“Nada como um dia após o outro
E uma longa noite no meio”.


(Elcio Domingues)

3 Comments:

Blogger Luma Rosa said...

Elcio, não volta mais? :(

27 novembro, 2011 22:55  
Blogger Magno said...

Elcio, sinceramente não entendo porque somente hoje vim até aqui.
Quanto tempo perdi!
E corro o risco de vc nunca ler isto e perdermos totalmete o contato.
Por favor, entre em contato!
Abrs, meu amigo.
Magno

10 junho, 2012 22:25  
Anonymous vibradores lujo said...

Bonito blog

05 junho, 2016 18:36  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home